Instalando no Debian e Ubuntu

Requisitos de hardware

O Weblate deve funcionar em qualquer hardware contemporâneo sem problemas. A seguir está a configuração mínima necessária para executar o Weblate num único host (Weblate, banco de dados e servidor web):

  • 2 GB de RAM

  • 2 núcleos de CPU

  • 1 GB de espaço de armazenamento

Quanto mais memória melhor – ele é usada para cache em todos os níveis (sistema de ficheiros, banco de dados e Weblate).

Muitos utilizadores simultâneos aumentam a quantidade de núcleos de CPU necessários. Para centenas de componentes de tradução é recomendado pelo menos 4 GB de RAM.

O uso típico de armazenamento de banco de dados é de cerca de 300 MB por 1 milhão de palavras hospedadas. O espaço de armazenamento necessário para repositórios clonados varia, mas o Weblate tenta manter o tamanho mínimo deles a fazer clones rasos.

Nota

Os requisitos reais para a sua instalação do Weblate variam fortemente com base no tamanho das traduções geridas nele.

Instalação

Requisitos do sistema

Instale as dependências necessárias para construir os módulos Python (veja Requisitos de software):

apt install -y \
   libxml2-dev libxslt-dev libfreetype6-dev libjpeg-dev libz-dev libyaml-dev \
   libffi-dev libcairo-dev gir1.2-pango-1.0 libgirepository1.0-dev \
   libacl1-dev libssl-dev libpq-dev libjpeg-dev build-essential \
   python3-gdbm python3-dev python3-pip python3-virtualenv virtualenv git

Instale as dependências opcionais desejadas, a depender dos recursos que pretende usar (veja Dependências opcionais):

apt install -y \
   tesseract-ocr libtesseract-dev libleptonica-dev \
   libldap2-dev libldap-common libsasl2-dev \
   libxmlsec1-dev

Opcionalmente, instale o software para executar o servidor de produção, veja Executar o servidor, Configuração de banco de dados para o Weblate, Tarefas de fundo a usar o Celery. Dependendo do tamanho da sua instalação, poderá executar esses componentes em servidores dedicados.

As instruções de instalação local:

# Web server option 1: NGINX and uWSGI
apt install -y nginx uwsgi uwsgi-plugin-python3

# Web server option 2: Apache with ``mod_wsgi``
apt install -y apache2 libapache2-mod-wsgi-py3

# Caching backend: Redis
apt install -y redis-server

# Database server: PostgreSQL
apt install -y postgresql postgresql-contrib

# SMTP server
apt install -y exim4

Módulos do Python

Dica

Estamos a usar o virtualenv para instalar o Weblate num ambiente separado do seu sistema. Se não estiver familiarizado com ele, verifique virtualenv venv: user_guide.

  1. Crie o virtualenv para Weblate:

    virtualenv ~/weblate-env
    
  2. Ative o virtualenv para Weblate:

    . ~/weblate-env/bin/activate
    
  3. Instale o Weblate incluindo todas as dependências opcionais:

    # Install Weblate with all optional dependencies
    pip install "Weblate[all]"
    

    Confira Dependências opcionais para o ajuste fino das dependências opcionais.

    Nota

    Em algumas distribuições Linux, a execução do Weblate falha com erro de libffi:

    ffi_prep_closure(): bad user_data (it seems that the version of the libffi library seen at runtime is different from the 'ffi.h' file seen at compile-time)
    

    Isso é causado pela incompatibilidade de pacotes binários distribuídos via PyPI com a distribuição. Para resolver isso, precisa reconstruir o pacote no seu sistema:

    pip install --force-reinstall --no-binary :all: cffi
    

Configurando o Weblate

Nota

The following assumes the virtualenv used by Weblate is activated (by executing . ~/weblate-env/bin/activate). If not, specify the full path to the weblate command as ~/weblate-env/bin/weblate.

  1. Copie o ficheiro ~/weblate-env/lib/python3.9/site-packages/weblate/settings_example.py para ~/weblate-env/lib/python3.9/site-packages/weblate/settings.py.

  2. Ajuste os valores no novo ficheiro settings.py de acordo com a sua preferência. Vai precisar fornecer pelo menos as credenciais de banco de dados e a chave secreta Django, mas vai querer fazer mais mudanças para configuração de produção, veja Ajustar a configuração.

  3. Create the database and its structure for Weblate (the example settings use PostgreSQL, check Configuração de banco de dados para o Weblate for a production-ready setup):

    weblate migrate
    
  4. Create an account for the administrator user and copy its password to the clipboard, and also save it for later use:

    weblate createadmin
    
  5. Collect the static files for your web server (see Executar o servidor and Servir ficheiros estáticos):

    weblate collectstatic
    
  6. Compress the JavaScript and CSS files (optional, see Comprimir os ativos do cliente):

    weblate compress
    
  7. Start the Celery workers. This is not necessary for development purposes, but strongly recommended otherwise. Tarefas de fundo a usar o Celery has more info:

    ~/weblate-env/lib/python3.9/site-packages/weblate/examples/celery start
    
  8. Start the development server (Executar o servidor details a production setup):

    weblate runserver
    

Após a instalação

Parabéns, o seu servidor Weblate agora está a funcionar e pode começar a usá-lo.

  • Agora pode acessar o Weblate em http://localhost:8000/.

  • Sign in with admin credentials obtained during installation or register with new users.

  • Agora pode executar comandos Weblate a usar o comando weblate quando virtualenv do Weblate está ativo, veja Comandos de gerência.

  • Pode parar o servidor de teste com Ctrl+C.

  • Revise os possíveis problemas com a sua instalação na URL /manage/performance/ (veja Interface de gestão) ou a usar weblate check --deploy, veja Configuração de produção.

Adicionando tradução

  1. Abra a interface de administração (http://localhost:8000/create/project/) e crie o projeto que deseja traduzir. Veja Configuração de projeto para mais detalhes.

    Tudo que precisa especificar aqui é o nome do projeto e seu site.

  2. Crie um componente que é o objeto real para tradução – ele aponta ao repositório VCS e seleciona quais ficheiros traduzir. Veja Configuração de componente para mais detalhes.

    The important fields here are: Nome do componente, Repositório do código-fonte, and Máscara de ficheiros for finding translatable files. Weblate supports a wide range of formats including GNU gettext, Recurso de cadeias de Android, Cadeias de Apple iOS, Propriedades Java, Formato stringsdict or Formato Fluent, see Formatos de ficheiros suportados for more details.

  3. Depois que o acima for concluído (pode ser um processo demorado a depender do tamanho do seu repositório VCS e da quantidade de mensagens a serem traduzidas), pode começar a traduzir.